Infosaúde

 
 
 

GRIPE SAZONAL

 
A gripe bate-nos à porta todos os anos, principalmente no Inverno. Antes que ela chegue, defenda-se: saiba como preveni-la, quais os sintomas e como se trata.
 
 
 

O que é?

 
É uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza. Transmitido pelo ar, nas particulas expelidas quando se expirra, tosse ou simplesmente quando se fala, não implica contacto fisíco para haver contágio. Quando infactadas, as pessoas espalham o vírus contagiando outras pessoas, mesmo antes de terem sintomas, que apenas surgem ao fim de 2 a 4 dias.
 

Sintomas

 
 
Os primeiros sintomas manisfestam-se de forma súbita:
  • Arrepios;
  • Febre alta (38º-40º);
  • Dores musculares, articulares e de cabeça.
 
 
 
Mais tarde surgem os sintomas respiratórios:
  • Tosse seca ou com expectoração;
  • Garganta irritada ou dorida;
  • Olhos irritados;
  • Nariz congestionado ou a pingar.
 
 
 
 
 
 
Nas crianças
 
Além destes sintomas são também frequentes náusias, vómitos e diarreia, bem como prostração, principalmete nas crianças mais pequenas. A febre tende a ser mais elevada e podem desenvolver-se infecções a nível dos ouvidos (otites).
 
Tratamento
 
 
A gripe é geralmente benigna, mas importa tratá-la, sob pena de evoluir para uma doença respiratória mais grave, como a pneumonia.
O tratamento da gripe é dirigido ao sintomas e tem duração entre 5 e 7 dias, passando por:
  • Antipiréticos e analgésicos- para a febre e dores
  • Antitussicos e expectorantes- para a tosse seca ou com expectoração, respectivamente
  • Descongestionantes- para a consgestão nasal
 
 
 
Além dos medicamentos deve-se:

  • ingerir liquidos em abundância;
  • repousar;
  • alimentar-se corretamente;
  • evitar mudanças de temperetura;
  • permanecer em espaços arejados.
 
 
 
 
Importante
 
Os antibióticos não são úteis no tratamento da gripe, pois atuam apenas sobre bactérias. São apenas usados se a gripe evoluir para uma infecção bacteriana(por exemplo pneumonia).
 
 
 
Nas crianças
 
 
A vacina da gripe deve ser tomada anualmente, em Setembro ou Outubro, oferecendo proteção apenas por um ano, pois o vírus recombina-se e modifica todos os anos.

Está indicada para pessoas com:
  • mais de 65 anos de idade;
  • mais de 6 meses (bebés) e historial de doenças respiratórias;
  • doenças crónicas pulmonares, cardíacas, hepáticas, renais ou diabetes;
  • sistema imunitário deprimido;
  • profissões na área de saúde ou de cuidado a doentes e idosos;
  • risco de infecção devido ao contacto com aves vivas ou mortas.
 
 
 
A vacina oferece uma proteção elevada, diminuindo a probabilidade de ter gripe, a gravidade dos episódios e das suas complicações. Além disso, tem poucos efeitos secundários: um ligeiro incómodo no braço e, por vezes, febre.

A prevenção passa também por: evitar o contacto direto com doentes, limitar a presença em espaços fechados e com muita gente e adotar alguns cuidados de higiene para não transmitir o vírus (usar lenços descartáveis, tapar a boca quando tosse eou espirra e lavar bem as mãos depois).